Tamanho do texto

Às 10h50, o índice FTSE 100, de Londres, subia 0,21%; na Alemanha, o índice DAX tem alta de 0,46%, enquanto o francês CAC 40 avança 0,14%

As principais bolsas de valores da Europa operam en alta nesta terça-feira, após surgirem especulações sobre o aumento dos estímulos do Banco Central americano (Fed, na sigla em inglês). O presidente do Fed de Chicago, Charles Evans, afirmou que daria apoio a medidas que ajudassem a gerar empregos mais rapidamente, fazendo com que os mercados reagissem positivamente à expectativa de mais incentivos dos Estados Unidos para conter a crise.

MaisBovespa opera em alta, mas deve ter dia volátil

Às 10h50, o índice FTSE 100, de Londres, subia 0,21%. Na Alemanha, o índice DAX tem alta de 0,46%, enquanto o francês CAC 40 avança 0,14%. O espanhol Ibex 35 sobe 0,43%, e o italiano MIB tem perda de 0,61%.

Ásia

Os mercados acionários asiáticos reverteram nesta terça-feira os fortes ganhos anteriores, com os investidores longe de estarem convencidos de que um resgate aos bancos espanhóis abalados por dívidas irá evitar que a crise se espalhe pela Europa.

Investidores preocupam-se que o acordo do fim de semana pode agravar ainda mais a crescente dívida pública da Espanha, mesmo com as atenções voltadas para problemas na Itália e para as eleições do dia 17 de junho na Grécia, que podem determinar o futuro do bloco do euro.

TambémLagarde afirma que é preciso salvar o euro em menos de 3 meses

A média de ações Nikkei, do Japão, recuou mais de 1%, após Wall Street ter uma forte queda em uma liquidação de ações tardia.

A bolsa de Cingapura subiu 0,33%, a 2.797 pontos, enquanto Taiwan caiu 0,68% e Hong Kong recuou 0,43%. O índice referencial de Xangai teve queda de 0,70%, mas Sidney avançou 0,23%.

(com Reuters)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.