Tamanho do texto

Contrato do barril WTI caiu 1,7% e fechou em US$ 82,70

Os contratos futuros de petróleo negociados na New York Mercantile Exchange (Nymex) fecharam em queda nesta segunda-feira, em meio aos sinais de que a oferta global é suficiente para atender à demanda, mesmo com a implementação de sanções pesadas ao Irã.

O contrato do petróleo WTI mais negociado, para julho, perdeu US$ 1,40 (-1,7%), fechando a US$ 82,70 o barril, o menor nível desde o dia 6 de outubro de 2011. Na plataforma ICE, o petróleo do tipo Brent recuou US$ 1,47 (-1,5%) na sessão, terminando a US$ 98 o barril.

"A oferta atual parece ser suficiente para atender a demanda sem o petróleo do Irã, e para permitir que outros países reduzam significativamente suas importações de petróleo iraniano", afirmou um comunicado da Casa Branca. O aperto na oferta no mercado de petróleo reduziu "de alguma forma" em março e abril, na comparação com janeiro e fevereiro. "Essa tendência continuou em maio", disse a Casa Branca.

Os preços do petróleo caíram após a divulgação de que o ministro do petróleo da Arábia Saudita, Ali al-Naimi, teria dito que a "análise saudita sugere que vamos precisar elevar o teto da produção atual", mas que os sauditas vão ver como outros membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) reagirão antes de formularem uma posição.

Analistas disseram que este foi um sinal de que os sauditas estão em busca de garantir o endosso de autoridades da Opep para seu aumento na produção ou pelo menos uma indicação de que eles não estão prontos para fazer cortes, mesmo com a queda nos preços nas últimas semanas. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.