Tamanho do texto

Ex-executivo do Banco Real já havia prestado serviços ao Fundo Garantidor de Crédito no caso do banco PanAmericano, atuando como diretor-superintendente

Celso Antunes da Costa, diretor do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), será o administrador do Cruzeiro do Sul sob o Regime Especial de Administração Temporária (Raet) decretado pelo Banco Central nesta segunda-feira. Celso Antunes, ex-Banco Real, já havia prestado serviços ao FGC no PanAmericano, atuando como diretor-superintendente.

BC decreta intervenção no banco Cruzeiro do Sul

Intervenção no Cruzeiro do Sul não afeta negócios, diz BC

Cruzeiro do Sul tem histórico de episódios negativos

O FGC concede entrevista coletiva sobre a operação ainda nesta tarde. O Banco Central decretou o Raet no Banco Cruzeiro do Sul, pelo prazo de 180 dias, confirmando operação antecipada pelo site do Valor . Segundo o BC, a ação se deu "em decorrência do descumprimento de normas aplicáveis ao sistema financeiro e da verificação de insubsistência em itens do ativo".

Com isso, os bens dos controladores e dos ex-administradores das instituições ficam indisponíveis. A medida se estende a outras empresas do grupo Cruzeiro do Sul, pelo mesmo prazo: Cruzeiro do Sul S.A Corretora de Valores e Mercadorias, Cruzeiro do Sul DTVM, e Cruzeiro do Sul S.A.

Companhia Securitizadora de Créditos Financeiros. O Valor apurou que a situação do Cruzeiro tornou-se insustentável depois que inspeção do BC identificou uma série de créditos fictícios registrados no balanço do banco ou, como se chama no jargão do mercado, créditos insubsistentes

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.