Tamanho do texto

Número de desempregados na Espanha caiu em maio e o governo iniciou negociações com os parceiros europeus para encontrar uma solução para salvar o sistema bancário do país

As bolsas europeias operam majoritariamente em alta, ajudadas pelos dados que mostraram que a inflação aos produtores da zona do euro se desacelerou em abril, abrindo espaço para que o Banco Central Europeu (BCE) corte as taxas de juros na reunião desta semana. O BCE se reúne na quarta-feira, um dia antes do encontro de política monetária do Banco da Inglaterra (BOE).

Portugal injetará 6,65 bilhões de euros em seus principais bancos

Aversão a risco derruba bolsa de Tóquio para mínima em 28 anos

Madri é destaque na Europa, com alta de 2,74% no índice Ibex-35, para 6.230,90, às 9h45 (de Brasília). O índice caiu por cinco sessões seguidas e perdeu 31% desde o pico atingido em fevereiro. Segundo operadores, o nível de 6.000 pontos é um suporte técnico significativo para o Ibex-35, por isso o forte avanço desta segunda-feira não é uma surpresa.

Além disso, dados mostraram que o número de desempregados na Espanha caiu em maio e o governo espanhol iniciou negociações com os parceiros europeus para encontrar uma solução para salvar o sistema bancário do país sem ter de recorrer a um resgate internacional, segundo o jornal El País. Ainda com relação aos bancos, o governo de Portugal informou que vai injetar até 6,65 bilhões de euros em três dos maiores bancos do país.

Por isso as ações dos bancos estão entre as que mais sobem na Europa nesta segunda-feira. Às 9h45 (pelo horário de Brasília), Santander avançava 4,40%, BPI ganhava 2,97% e UniCredit ganhava 4,96%, enquanto a Bolsa de Lisboa tinha alta de 0,51% e Milão apresentava +1,75%.

Já Frankfurt caía 0,64%, pressionada especialmente por ações do setor automotivo, que regem negativamente às preocupações com a desaceleração do crescimento na China e nos Estados Unidos. Volkswagen recuava 2,62% e BMW perdia 1,25%. Os mercados em Londres ficarão fechados nesta segunda-feira e na terça-feira devido às comemorações dos 60 anos de reinado da rainha Elizabeth II. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.