Tamanho do texto

Ações já perderam US$ 10 desde o dia de seu lançamento

Nova York, 1 jun (EFE).- As ações da rede social Facebook caíram nesta sexta-feira 6,35% no índice tecnológico Nasdaq, no qual fecharam a US$ 27,72 cada uma, o que representa queda de US$ 10,28 ou 27,05% desde que estrearam em bolsa há duas semanas.

Os títulos da maior rede social do mundo sofreram uma nova queda na última sessão de uma semana na qual baixaram dos US$ 30 e acumularam perda de 16,08% de seu valor em relação à sexta-feira passada. A rede social comandada por Mark Zuckerberg se destacou entre os valores mais afetados pelo impulso de vendas instalado em Wall Street na primeira sessão de junho - o Nasdaq fechou em baixa de 2,82%. O Facebook lançou suas ações em bolsa no dia 18 de maio, há exatamente 15 dias, a um preço de US$ 38 dólares, uma cota que superou momentaneamente para alcançar US$ 45, mas que foi perdendo paulatinamente até cair mais de US$ 10.

O ponto mais baixo registrado pelas ações foi o valor de US$ 26,83 que chegou a ser negociado na quinta-feira, antes de recuperar um pouco de terreno. A diferença entre os US$ 45 e os US$ 26,83 é alta demais, segundo consideram alguns analistas, para uma empresa que está há apenas duas semanas cotando em bolsa. Além disso, a baixa de 27,05% desde sua estreia é a maior perda registrada desde 1995 para uma empresa protagonista de uma oferta pública de venda de ações acima de US$ 1 bilhão.

O Facebook escreveu uma nova página na história de Wall Street há duas semanas, ao protagonizar o maior lançamento em Bolsa de uma empresa do setor tecnológico, graças a uma avaliação de mais de US$ 100 bilhões, uma arrecadação de US$ 16 bilhões com sua OPV e uma troca de mais de 500 milhões de ações em seu primeiro dia de contratações. Desde então, seu lançamento de ações em bolsa foi qualificado de fiasco desde diferentes pontos, devido à perda de valor registrada pelas ações. EFE dvg/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.