Tamanho do texto

Queda da rede social na Nasdaq já atinge 24% desde a oferta inicial de ações

Papéis da rede social despencaram tanto que foi acionado o circuit breaker de venda
AP
Papéis da rede social despencaram tanto que foi acionado o circuit breaker de venda
As ações do Facebook caíram na terça-feira abaixo de US$ 30 pela primeira vez, sustentando uma queda superior a 9% e acionando um rápido circuit breaker de venda a descoberto na Nasdaq apenas 11 dias após a rede social de Mark Zuckerberg estrear no pregão eletrônico.

O início das negociações com opções de ações do Facebook contribuiu para reforçar a tendência de queda do papel, levando as ações a fechar em US$ 28,84, em queda de quase 10% apenas nesta sessão. Em relação ao preço inicial de US$ 38, a queda do papel chega a 24%.

Apenas nos negócios deste pregão, a empresa Facebook perdeu US$ 8,4 bilhões em valor de mercado, com a companhia fechando o dia valendo US$ 79 bilhões após ter sido capitalizada a US$ 104,1 bilhões na oferta pública de ações no último dia 18 de maio.

As perdas acentuadas da ação do Facebook levaram a Nasdaq a alertar operadores que o papel tinha atingido um circuit breaker de venda a descoberto durante a tarde. De acordo com uma regra da SEC (Securities and Exchange Commission, o órgão que regula o mercado de capitais dos Estados Unidos), esse mecanismo é acionado quando uma ação cai mais que 10% em relação ao fechamento anterior e permanece em vigor ao longo do restante dos negócios. O objetivo é evitar que os vendedores a descoberto derrubem ainda mais uma ação que já esteja em queda acentuada.

A queda forte do Facebook ao longo do dia foi atribuída por traders à estreia do papel no mercado de opções, o que permitiu que os investidores apostassem no futuro da ação com menos recursos em risco. As opções do Facebook ficaram em segundo lugar entre as mais negociadas, perdendo apenas para a Apple, com 365 mil opções ao longo do dia.

O maior volume de opções, entretanto, apontam para uma trajetória de queda dos papéis do Facebook ao longo do verão americano, precificando a ação em US$ 25 até meados de julho. "Quando vemos muitas pessoas comprando opções de venda, isso pode colocar pressão baixista sobre a ação devido ao hedge que os market makers têm de fazer", explicou o analista sênior de opções da TradeKing, Brian Overby.

Outro fator que pesou sobre as ações do Facebook foram os rumores de que a empresa pode estar avaliando uma oferta de compra da norueguesa Opera Software, que circulou em blogs de tecnologia no último fim de semana.

O Facebook não quis comentar as especulações, mas alguns analistas ponderavam nesta terça-feira que uma oferta bem-sucedida de compra da norueguesa poderia custar mais de US$ 1 bilhão ao Facebook, uma vez que empresas como Google e outros podem estar na disputa pela Opera. A companhia norueguesa de software é famosa pelos seus populares navegadores para internet. As informações são da Dow Jones.

    Leia tudo sobre: Facebook

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.