Tamanho do texto

Papéis estrearam com forte alta de 12,7% na bolsa eletrônica, mas logo voltaram ao patamar de US$ 38

As ações do Facebook estrearam com forte alta de 12,7% na bolsa eletrônica Nasdaq às 12h30 desta sexta-feira (hora de Brasília), após quase meia hora de atraso. Com o preço inicial de US$ 38,00, os papéis dispararam e alcançaram US$ 43 logo nas primeiras negociações, bem acima do esperado pelo mercado. Após quase meia hora de negociação, porém, as ações já eram negociadas novamente próximas ao preço inicial de US$ 38.

Zuckerberg na Nasdaq, na manhã desta sexta-feira (18): ações estrearam com forte alta
Getty Images
Zuckerberg na Nasdaq, na manhã desta sexta-feira (18): ações estrearam com forte alta
Leia : Ação do Facebook sairá a US$ 38, no teto da faixa estimada

O IPO foi Facebook foi o terceiro maior na história dos Estados Unidos. O início dos negócios foi atrasado por um problema experimentado pela Nasdaq na abertura das ações. Houve uma especulação de que teria que ser ativado o circuit breaker, mecanismo que interrompe as negociações quando um papel sobe ou cai mais de 10% para diminuir a volatilidade.

Cercado por funcionários da companhia, o próprio Mark Zuckeberg, cofundador da empresa, tocou o sino de abertura do pregão na bolsa eletrônica nesta sexta-feira, uma hora antes do IPO do Facebook. Os papéis estrearam na bolsa com o símbolo "FB". Nos primeiros 30 segundos de pregão, houve 82 milhões de operações com ações do Facebook.

Também : Dona de R$ 2,7 bi pede que mulheres pisem no acelerador e sonhem alto

A empresa precificou sua histórica oferta pública inicial (IPO, da sigla em inglês) em US$ 38,00 por ação, no teto da faixa pretendida pela empresa. A rede social colocou à venda 421,2 milhões de ações, captando US$ 16 bilhões na abertura de seu capital.

Mais : Zuckerberg: de nerd tímido a ícone do mundo da tecnologia

O IPO tornou Zuckerberg a 29ª pessoa mais rica do mundo , com fortuna estimada em R$ 38,2 bilhões. Antes do início das negociações, o cofundador da rede social recebeu os parabéns do brasileiro Eduardo Saverin , que ajudou a fundar a companhia, criada em um dormitório na universidade de Harvard em 2004 e que virou a maior rede social do mundo, com 900 milhões de usuários.

Leia ainda : O encontro: Google x Facebook

O Facebook se tornou uma das poucas companhias de internet a ter lucro na abertura de capital recentemente. A empresa teve lucro líquido de US$ 205 milhões no primeiro trimestre de 2012, e receita de US$ 1,06 bilhão. Em 2011, faturou US$ 1 bilhão, mais que os US$ 606 milhões do ano anterior.

Os investidores, agoram, questionam como o Facebook vai conseguir gerar receita para remunerá-los. Nesta semana, a empresa teve uma notícia ruim: a General Motors estuda parar de publicar anúncios pagos depois de executivos do departamento de marketing da montadora americana terem concluído que a publicidade eletrônica na rede social tem pouco impacto sobre os consumidores.

    Leia tudo sobre: facebook