Tamanho do texto

Empresa arrecada US$ 16 bilhões ao estrear na bolsa, no maior IPO tecnológico da história

Facebook levantaria US$ 16 bilhões, o que faria do IPO o segundo maior da história
Justin Sullivan/Getty Images
Facebook levantaria US$ 16 bilhões, o que faria do IPO o segundo maior da história

O Facebook precificou sua histórica oferta pública inicial (IPO, da sigla em inglês) em US$ 38,00 por ação, no teto da faixa pretendida pela empresa. A rede social colocou à venda 421,2 milhões de ações, captando US$ 16 bilhões na abertura de seu capital.

As informações constam de uma nota à imprensa divulgada pelo Facebook após o fechamento dos mercados nesta quinta-feira, um dia antes de as ações da companhia começarem a ser cotadas no Nasdaq. Enquanto isso, o pregão eletrônico Nasdaq anunciou que as ações da Facebook deverão começar a ser negociadas às 11h locais de sexta-feira (meio-dia em Brasília), sendo aberta para cotação 15 minutos antes. Os papéis da rede social serão negociados na bolsa eletrônica sob o código FB.

O valor supera as estimativas feitas pelos mercados nos últimos dias. Fontes de Wall Street achavam que os dados recentes que mostram desaceleração no crescimento da rede social colocariam uma pressão negativa do preço dos papéis. Ontem, porém, o Facebook anunciou que havia aumentado a quantidade de ações ofertadas e a faixa de preço estimada, para atender a uma demanda pelos papéis maior que a oferta, segundo a empresa.

- Veja também: cofundador brasileiro do Facebook é acusado de driblar impostos nos EUA

A cotação a US$ 38 a ação faria a empresa de Mark Zuckerberg ser avaliada em US$ 104 bilhões (R$ 208 bilhões, na cotação desta sexta-feira ), mais do que valem a Disney Co e a Visa Inc, por exemplo. O executivo continuará dono da maior parte do capital votante da companhia.


(* com informações da AE )

    Leia tudo sobre: Facebook