Tamanho do texto

SÃO PAULO - As atenções hoje estão voltadas para a reunião do Federal Reserve (Fed), que apresenta sua decisão sobre a taxa de juros norte-americana. A previsão é de que a taxa permaneça estável em 2% ao ano, mas se espera que o colegiado sinalize em seu comunicado alguma inclinação à possibilidade de alta nas taxas até o final do ano.

O comunicado do Fed será apresentado por volta das 15h15. Antes disso, a agenda externa ainda reserva o índice de atividade no setor de serviços em julho, medido pela Associação nos Gerentes de Compras (ISM, na sigla em inglês). A previsão oscila entre 48,7 pontos a 51 pontos, seguindo os 48,2 pontos de junho. Cabe lembrar que leituras acima de 50 pontos significam expansão do setor. Na semana passada, o índice ISM para o setor industrial recuou de 50,2 ponto em junho para 50 pontos no mês passado.

Por aqui, o único indicador na agenda do dia é o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), que terminou julho com elevação de 0,45%.

Atenção também para os balanços corporativos. Por aqui estão agendados os resultados do Itaú, Pão de Açúcar, Kroton, Invest Tur, M. Dias Branco, Datasul, Metalfrio, Log-In, Marisa e Hering.

No exterior saem os números da Air France-KLM, Cisco, Duke Energy, Iberia, Molson Coors, Procter & Gamble e Société Générale.

(Eduardo Campos | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.