Tamanho do texto

SÃO PAULO - As vendas se aprofundam na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), que segue operando no menor patamar de pontos em seis meses. Por volta das 14h40, o Ibovespa recuava 3,80%, para 55.439 pontos, com giro financeiro em R$ 2,85 bilhões.

As vendas por aqui seguem a queda acentuada no preço das commodities. Com o petróleo e os metais em baixa, os pesos pesados do índice perdem valor. Vale PNA lidera o volume de negócios caindo 6,24%, para R$ 36,05. Na seqüência está a Petrobras PN, com perda de 4,72%, para R$ 32,88, e Usiminas PNA, que recuava 6,05%, para R$ 61,30. Esses três papéis respondem por cerca de 40% do volume negociado.

Queda acentuada e volume elevado para Bradesco PN, que apresentava baixa de 4,98%, para R$ 30,70. O banco encerrou o semestre com lucro de R$ 4,105 bilhões, alta de 2,44% sobre os R$ 4 bilhões obtidos nos seis primeiros meses de 2007.

Ainda no setor, Itaú PN perdia 3,83%, para R$ 31,59, e as units do Unibanco caíam 4,91%, para R$ 19,52. As ações ON do Banco do Brasil recuaram 4,24%, para R$ 22,80.

Acompanhando a ação da Vale, Bradespar PN tinha baixa de 7,84%, para R$ 30,88. A holding faz parte do bloco de controle da mineradora.

Os frigoríficos refletem a suspensão das exportações de carne processada para os Estados Unidos até que seja verificada a conformidade dos produtos com as regras norte-americanas. A ação ON da JBS, dona da Friboi, caía 7,40%, para R$ 7,50. E o papel ON do Marfrig perdia 7,36%, para R$ 17,60.

Na ponta compradora estão as empresas aéreas, que se beneficiam com a queda no preço do petróleo. Gol PN subia 3,03%, para R$ 15,97, e TAM PN ganhava 2,95%, para R$ 32,09.

Fora do índice, BM & F ON e Bovespa Holding ON continuam caindo mais de 7,5% cada para R$ 12,10 e R$ 17,24, respectivamente.

Em Nova York, o Dow Jones opera em leve baixa, com a baixa no preço do óleo reduzindo as preocupações com a alta na inflação ao consumidor. Há pouco, o índice caía 0,21%, enquanto o Nasdaq perdia 0,98%.

No câmbio, o dólar mantém a trajetória de alta ante o real, mas não consegue superar o patamar de R$ 1,57. Há pouco, a divisa subia 0,64%, para R$ 1,569 na venda.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.