Tamanho do texto

Projeções apontam que a taxa básica de juros encerrará 2012 em 9,00%

O mercado financeiro manteve suas previsões para a taxa Selic na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central em 18 de abril, mostrou o relatório Focus do Banco Central, nesta segunda-feira. O mercado estima que a Selic terá redução de 0,75 ponto percentual, para 9,00%.

As projeções apontam que a taxa básica de juros encerrará 2012 em 9,00% e terminará 2013 em 10,00%.

Na ata de sua última reunião, quando a Selic foi reduzida em 0,75 ponto percentual, para 9,75% ao ano, o Copom deixou claro que pretende levar a Selic para patamares "ligeiramente acima dos mínimos históricos" e estabilizá-la neste nível. O piso já alcançado na taxa básica de juros é de 8,75% ao ano.

As projeções de inflação para este ano subiram no Focus desta semana. Os agentes preveem que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) feche 2012 em 5,28% ante 5,27% na semana passada. O prognóstico para 2013 manteve-se em 5,50%. A projeção para o IPCA em 12 meses subiu para 5,41%, após 5,37% no Focus anterior.

Em relação ao Produto Interno Bruto (PIB), na comparação com as estimativas do relatório anterior, os agentes passaram a prever crescimento menor neste ano e maior no ano que vem. A previsão é de uma expansão de 3,23% em 2012, ante 3,30% no Focus da semana passada, e de 4,29% em 2013, contra 4,20% no relatório anterior.

Na sexta-feira, o presidente do BC, Alexandre Tombini, disse que o Brasil terá uma retomada consistente do crescimento em 2012 e ainda maior em 2013, ao mesmo tempo em que a inflação deve convergir para o centro da meta, de 4,5% pelo IPCA, no final do ano.

A taxa de câmbio prevista no relatório Focus para o fim de 2012 é de R$ 1,76 por dólar, ante R$ 1,75 por dólar na semana passada. Ao participar de um evento em São Paulo na sexta-feira, o secretário-executivo do Ministério da Fazendo, Nelson Barbosa, disse que a taxa de câmbio atual, em torno de R$ 1,80 por dólar "ainda está apreciada".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.