Tamanho do texto

SÃO PAULO - Apesar das fortes quedas observadas nos três últimos meses do ano passado, a indústria automobilística brasileira deve ganhar posições no mercado global. De acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), em 2008 o mercado brasileiro passará da 8ª para a 5ª posição entre os maiores do mundo em volume de vendas.

No quesito produção, o país subirá um degrau, para o 6º lugar.

O ranking, no entanto, ainda não é oficial, já que alguns países estão finalizando a compilação de seus dados, segundo explicou o presidente da Anfavea, Jackson Schneider.

Ainda assim, a entidade acredita que as vendas de 2,82 milhões de unidades registradas no mercado brasileiro em 2008 irão superar o desempenho de países como Reino Unido, França e Itália, viabilizando a assunção do 5º lugar pelo Brasil, que ficará atrás de Alemanha, Japão, China e Estados Unidos.

Já a produção doméstica de 3,214 milhões de veículos no ano passado deverá superar a da França, 6ª colocada no ranking de 2007. À frente do Brasil, ficarão Coréia do Sul, Alemanha, Estados Unidos, China e Japão.

Porém, quando questionada sobre projeções para 2009, a Anfavea resignou-se. Segundo Schneider, será preciso mais tempo para que sejam avaliados os impactos reais das medidas anunciadas em dezembro pelo governo, que reduziu temporariamente a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) incidente sobre os automóveis, dando certo fôlego às vendas.

"Precisamos de um prazo mais demorado para termos uma análise. As medidas adotadas mostram que estamos na direção correta, tendo em vista os números apresentados em dezembro. Mas também temos que analisar outras variáveis, como câmbio, exportações etc.", explicou o presidente da Anfavea.

(Murillo Camarotto | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.