Tamanho do texto

No cenário doméstico, o destaque da semana é a divulgação, na quinta-feira, da ata da reunião de outubro do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, que manteve a taxa básica de juros em 8,75% ao ano. Os economistas do mercado desejam encontrar alguma pista do Banco Central sobre o futuro da política monetária, especialmente em relação ao próximo ano.

No exterior, o indicador econômico mais esperado é a preliminar do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos no terceiro trimestre. A expectativa é de que o resultado do período aponte o fim da recessão na maior economia do mundo, o que pode ter efeitos positivos sobre o desempenho do mercado de capitais. Outro destaque da semana é a divulgação, no Japão, da produção industrial de setembro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.