Tamanho do texto

SÃO PAULO - O frigorífico JBS-Friboi, o maior grupo de proteína animal do mundo, registrou lucro líquido de R$ 127,9 milhões no quarto trimestre de 2009, revertendo o prejuízo de R$ 53,2 milhões de igual trimestre de 2008. No acumulado do ano, o resultado líquido foi positivo em R$ 129,4, milhões, bem acima do lucro de R$ 25,9 milhões de 2008.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237561559082&_c_=MiGComponente_C

No comunicado divulgado na noite de sexta-feira, o presidente do grupo, Joesley Batista, diz que o bom desempenho se deveu às melhorias nas condições de mercado na maior parte dos países onde a empresa atua, com exceção da Argentina, que fechou o trimestre e o ano com margens negativas.

A receita líquida caiu 23% no último trimestre de 2009 na comparação com mesmo período de 2008, para R$ 7,4 bilhões. No entanto, no ano todo, avançou 13,1% para R$ 34,3 bilhões. O lucro antes de juros , impostos, depreciação e amortização (Lajida) cresceu 49,6% no trimestre, para R$ 397,8 milhões, e 11,2% no ano todo, para R$ 1,28 bilhões, sempre na comparação com igual período de 2008. A margem Lajida quase dobrou, de 2,8% no quarto trimestre de 2008 para 5,4% entre outubro e dezembro de 2009.

A conclusão da compra do Bertin e da americana Pilgrim´s Pride fez com que o endividamento líquido saltasse de R$ 3,8 bilhões no terceiro trimestre de 2009 para R$ 9,4 bilhões no quarto. A relação com o Lajida caiu de 3,3 vezes para 3,1 no mesmo período.

Leia mais sobre: balanços

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.