Tamanho do texto

A melhora das bolsas norte-americanas na última hora de negócios no mercado doméstico, ontem, fez a Bovespa devolver as perdas intraday e subir 3,08%, aos 39.151,08 pontos.

Em Wall Street, o Índice Dow Jones avançou 0,15% e o Nasdaq, 1,49%, amparados em informações de que o governo dos EUA estaria discutindo ajuda aos bancos, entre eles o Bank of America. O dólar futuro fevereiro também reagiu com inversão para queda na BM&F. A recuperação na bolsa paulista amparou-se em compras generalizadas de ações.

No câmbio, embora o último negócio com dólar futuro tenha sido à cotação de R$ 2,368, em baixa de 0,69%, a moeda à vista subiu pela 4ª vez seguida e ampliou o ganho na semana para 4,80%. O dólar balcão terminou a R$ 2,380, em alta de 1,49%, pressionado pelo agressivo corte de juros de 2 pontos porcentuais pelo BC da Turquia.

Esta decisão turca muito acima da redução de 1 ponto esperada pelo mercado também justificou a ampliação da queda dos juros futuros na BM&F e consolidou como majoritária na curva de juros a aposta de queda de 0,75 ponto na taxa Selic (que está em 13,75%) na próxima semana. O juro de janeiro de 2010 recuou para 11,38%; e o de janeiro de 2012 a 11,61%.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.