Tamanho do texto

Resultado decorre principalmente do crescimento de 48% nas vendas de produtos básicos, como grãos, petróleo e minério de ferro

selo

As exportações de US$ 8,739 bilhões nas duas primeiras semanas de junho, com média diária de US$ 1,092 bilhão, representaram um aumento de 34% em relação à média de junho do ano passado, de acordo com dados divulgados hoje pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). O resultado decorre principalmente do crescimento de 48% nas vendas de produtos básicos, como café em grão, petróleo bruto, soja em grão, minério de ferro, farelo de soja, fumo em folhas e carnes de frango e suína.

Já os embarques de bens intermediários aumentaram 34,6% na mesma comparação, sobretudo em semimanufaturados de ferro e aço, ferro fundido, alumínio em bruto, couros e peles, celulose e catodos de cobre. As exportações de manufaturados cresceram 19%, com destaque para óleos combustíveis, laminados planos, polímeros plásticos, veículos de carga, tratores, motores e geradores, máquinas para terraplanagem, açúcar refinado e autopeças.

Em relação à média diária de maio deste ano, as exportações nos oito primeiros dias úteis de junho apresentaram aumento de 3,5%. Nesse comparativo, porém, as vendas de básicos recuaram 2,3%, enquanto as vendas de manufaturados e intermediários cresceram 7% e 20,6%, respectivamente.

Importações

Pelo lado das importações, as compras de US$ 6,78 bilhões nas duas primeiras semanas de junho significaram uma expansão de 20% em relação à média diária de junho de 2010. De acordo com o MDIC, aumentaram os gastos, principalmente, com adubos e fertilizantes (265,1%), plásticos e obras (38,8%), químicos orgânicos e inorgânicos (36,4%), farmacêuticos (29,6%), borracha e obras (28,8%), equipamentos mecânicos (24,1%) e aparelhos eletroeletrônicos (21,5%).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.