Tamanho do texto

Consultoria vê "impacto modesto" das medidas sobre o câmbio anunciadas ontem

A MCM Consultores Associados vê "impacto modesto" das medidas anunciadas ontem sobre o câmbio, lembrando que as operações preferidas dos investidores estrangeiros são as de maior prazo e menos afetadas pela tributação.

Levantamento da consultoria mostra que o retorno líquido da operação de swap prefixado contra DI é menos prejudicado quanto maior o prazo até o vencimento.

Aplicação dessa modalidade por 1 ano, por exemplo, com rendimento nominal de 11,12% ao ano, renderá 6,68% ao ano após tributação com IOF de 4% e 4,45% ao ano com a tributação de 6%.

Essa mesma aplicação contratada por 5 anos, por exemplo, garante rendimento nominal de 11,36% ao ano ou 10,45% descontada a alíquota de IOF de 4% e 9,99% descontada a alíquota de 6% agora em vigor.

Para comparação de rendimentos, a MCM lembra que o retorno anual dos Treasuries é de 0,22% ao ano para aplicações de 1 ano e de 1,13% ao ano em aplicações de 5 anos.

A consultoria não foi surpreendida pela decisão do governo de elevar pela segunda vez consegutiva as alíquootas do IOF para investimentos estrangeiros em renda fixa no mercado local, considerando que vários países têm adotado medidas para conter a apreciação de suas moedas frente ao dólar.

A MCM alerta, porém, que o ponto negativo é a alta frequência dessas mudanças nas regras dos investimentos pelo governo brasileiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.