Tamanho do texto

São Paulo, 19 out (EFE).- O Governo brasileiro anunciou hoje que taxará a entrada de capital estrangeiro especulativo no país, seja de renda fixa ou variável, anunciou o ministro da Fazenda, Guido Mantega.

O tributo aplicará uma taxação de 2% a todo o capital estrangeiro que entrar no país através da bolsa ou em aplicações financeiras de renda fixa a partir de amanhã, quando será publicado o decreto, detalhou Mantega em entrevista coletiva.

A medida tenta frear os movimentos de capital especulativo na Bolsa de Valores de São Paulo e conter, deste modo, a revalorização do real frente ao dólar, segundo Mantega.

Ficarão isentos os investimentos estrangeiros diretos (IED), já que o interesse do Governo é "proteger a produção nacional, incentivar a volta de investimentos e preservar o emprego".

"Quando o real se aprecia, acaba encarecendo nossas exportações e barateando as importações, e já tivemos um grande aumento das importações, enquanto as exportações não crescem como deveriam", acrescentou Mantega. EFE mp/pd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.