Tamanho do texto

SÃO PAULO - Na onda do desaquecimento do setor automotivo, a fabricante de autopeças Magneti Marelli anunciou nesta quinta-feira a demissão de 6% do seu quadro de funcionários, o que representa cerca de 480 pessoas. As dispensas envolvem as três unidades da empresa instaladas no ABC paulista.

Em nota, a empresa informou que vem adotando medidas emergenciais desde o ano passado, com vistas a minimizar os efeitos da crise sobre seus negócios. No entanto, viu a produção da fábrica de São Bernardo do Campo, voltada à exportação, cair 80% ante a média registrada em 2008. Nas plantas de Santo André e Mauá, onde haverá 300 demissões, o recuo foi de 40%. Diante deste cenário, a empresa optou pelo corte.

Ainda segundo a fabricante, não há expectativa de novos cortes nas três unidades, "pelo menos no curto prazo".

De seu lado, o Sindicato dos Metalúrgicos de Santo André e Mauá promete para as 13h30 de amanhã um protesto contra as demissões.

Leia também:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.