Tamanho do texto

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, disse nesta sexta-feira que o ministério estuda a criação de um seguro-emprego. É um seguro focado no emprego, não no desemprego, que pretende garantir a empregabilidade, afirmou.

O ministro não quis detalhar a iniciativa com o argumento de que a fase ainda é de estudos, mas adiantou que o seguro-desemprego permanece. Segundo ele, o seguro para o mercado de trabalho não pode enfocar apenas o desemprego no País.

Lupi disse que não vê razões para demissões no setor automotivo e confirmou que o governo está fechando um acordo com revendedores de automóveis usados com o objetivo de aquecer o mercado e evitar demissões. "O setor automotivo não tem razão para demitir porque está vendendo e bem", disse Lupi. Ele avalia que a redução do IPI sobre as vendas de automóveis novos foi suficiente para manter o mercado, em janeiro deste ano, tão aquecido quanto no início do ano passado.

Segundo o ministro, na próxima semana, o governo deverá fechar um acordo que envolverá o Banco do Brasil, junto a revendedores de automóveis usados que, segundo ele, representam 42 mil empresas, geradoras de 600 mil empregos. De acordo com Lupi, essas medidas envolvem recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) e deverão aquecer as vendas.

Leia mais sobre emprego

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.