Tamanho do texto

Pequim,7 - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva aproveitou o encontro que teve ontem com seu colega chinês Hu Jintao para tentar ressuscitar as negociações da Rodada Doha, que terminaram em retumbante fracasso na semana passada, depois de sete anos de discussão. Não é possível morrermos na praia depois de nadar tanto, afirmou Lula na Vila Olímpica em Pequim, pouco antes de almoçar com os atletas brasileiros que participam dos Jogos Olímpicos na capital chinesa.

Lula disse que discutiu o assunto no domingo com o presidente norte-americano, George W. Bush, e que telefonará amanhã para o primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, na tentativa de reanimar as negociações.

China e Índia foram apontadas como responsáveis pelo fracasso da rodada, em razão de sua resistência em fazer concessões no setor agrícola. Com a maior parte de suas populações ainda na zona rural, os dois países temem o impacto social que abertura do setor pode trazer.

"Se não retomarmos as discussões e fizermos um acordo nos próximos meses, isso pode demorar 4 ou 5 anos e será um prejuízo enorme", avaliou Lula. "Vamos deixar a poeira baixar e vamos entrar em campo outra vez", disse ele.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.