Tamanho do texto

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reúne-se amanhã, às 9h30, com os dez ministros que participam do grupo que elabora o Plano Nacional de Banda Larga. A ideia é tentar fechar, nessa reunião, as diretrizes que orientarão a implantação do programa, com o objetivo de massificar os serviços de internet rápida no Brasil.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva reúne-se amanhã, às 9h30, com os dez ministros que participam do grupo que elabora o Plano Nacional de Banda Larga. A ideia é tentar fechar, nessa reunião, as diretrizes que orientarão a implantação do programa, com o objetivo de massificar os serviços de internet rápida no Brasil. O ministro das Comunicações, José Artur Filardi, que integra o grupo, confirmou a reunião. Ele disse, no entanto, que as informações sobre o programa foram concentradas na Casa Civil. Daqui a pouco, às 11h30, o ministro se encontrará com a ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, mas não para tratar de banda larga e sim outros assuntos do ministério. Ainda falta definir qual será o alcance do Plano de Banda Larga. A ideia é criar uma estatal que vai ser a operadora dos serviços, mas não está decidido se atuará apenas no atacado, fazendo a transmissão de dados, ou se oferecerá os serviços de banda larga também ao consumidor final. Uma das opções é a revitalização da Telebrás, mas também se cogitou usar os Correios ou o Serpro. As estimativas de investimentos feitas pelo grupo técnico que elabora o programa variam de R$ 3 bilhões a R$ 15 bilhões. Também estão em aberto questões como cronograma de implantação e aspectos legais do plano.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.