Tamanho do texto

SÃO BERNARDO DO CAMPO - Preocupado com os reflexos da crise financeira internacional no país, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva reúne-se nesta segunda-feira, em São Paulo, com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, com o presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, e com dirigentes do BNDES, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil para tomar posições para preparar a política econômica brasileira.

O governo deve apresentar "medidas pontuais" para conter problemas financeiros, mas o presidente reforçou que não se trata de um pacote. Lula disse que a melhor alternativa agora é investir no mercado interno para evitar que a crise "chegue mais forte se houver uma recessão profunda nos EUA".

Em discurso feito em São Bernardo do Campo (SP), ele relatou que nunca conversou tanto com o ministro da Fazenda, o presidente do BC, economistas e empresários e disse que não se pode "deixar levar pelo pânico" . "Crise a gente não enfrenta escondido e com medo" , disse. "O Brasil não vai quebrar."

Mais notícias

Para saber mais

Serviço 

Opinião

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.