Tamanho do texto

O Grupo Pão de Açúcar registrou um lucro líquido consolidado, que inclui as operações do Ponto Frio, de R$ 126,2 milhões no primeiro trimestre deste ano, um aumento de 32,9% sobre igual período do ano passado. Sem considerar o Ponto Frio, o lucro líquido da companhia avançou 36,9%, para R$ 129,9 milhões.

O Grupo Pão de Açúcar registrou um lucro líquido consolidado, que inclui as operações do Ponto Frio, de R$ 126,2 milhões no primeiro trimestre deste ano, um aumento de 32,9% sobre igual período do ano passado. Sem considerar o Ponto Frio, o lucro líquido da companhia avançou 36,9%, para R$ 129,9 milhões. Os resultados não incorporam os números da Casas Bahia, que se associou à companhia em dezembro do ano passado - o acordo entre as empresas está sendo revisado. A receita líquida consolidada da varejista de janeiro a março foi de R$ 6,973 bilhões, uma alta de 50,2% em comparação aos três primeiros meses de 2009. A empresa informou que, desconsiderando os números do Ponto Frio, a receita líquida avançou 23,2%, para R$ 5,716 bilhões. As vendas brutas no conceito mesmas lojas, que excluem as operações do Ponto Frio, avançaram 15% no primeiro trimestre sobre igual período do ano passado. Em termos reais, deflacionadas pelo IPCA, as vendas reais aumentaram 9,6%. Ainda no conceito mesmas lojas, as vendas brutas de produtos alimentícios subiram 13,5% e as não alimentícias cresceram 19,5%. Sem considerar as lojas da Casas Bahia, a varejista encerrou o primeiro trimestre com 1.089 unidades. Os investimentos somaram R$ 207,1 milhões no período, ante R$ 100,3 milhões do mesmo intervalo do ano passado, uma alta de 106%. A empresa já divulgou uma projeção de aportes R$ 1,6 bilhão para 2010. Casas Bahia. O diretor executivo financeiro do Pão de Açúcar, José Antônio Filippo, disse, em teleconferência com jornalistas, que as renegociações dos termos do contrato de associação com a Casas Bahia continuam. Ele evitou fazer comentários sobre o andamento da negociação, assim como descartou dar prazos para o final do processo. "As negociações estão em curso e temos consciência de que o acordo é válido", afirmou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.