Tamanho do texto

Segundo maior banco privado do País registra ganhos de R$ 2,5 bilhões no período, um pouco acima do previsto por analistas

O Bradesco reportou nesta quarta-feira que teve lucro líquido de R$ 2,527 bilhões no terceiro trimestre, um aumento de 39,5% na comparação anual.

Em bases recorrentes, o lucro do banco no período foi de R$ 2,518 bilhões, representando um avanço de 40,3% em relação a igual período de 2009. O resultado também veio um pouco acima da média das previsões de 12 analistas consultados pela Reuters, que apontava para um lucro recorrente de R$ 2,466 bilhões.

O segundo maior banco privado do país informou também que sua carteira de crédito no final de setembro era de R$ 255,618 bilhões, uma alta de 18,6% em 12 meses.

O avanço foi puxado pelo crescimento de 23% dos empréstimos para pessoas físicas, que atingiram R$ 92,9 bilhões.

Mesmo com esse crescimento, o banco conseguiu manter a qualidade de sua carteira, já que o índice de inadimplência, medido pelo saldo de operações vencidas com prazo superior a 90 dias ficou em 3,8%, ante 5% no terceiro quarto do ano passado. Foi o menor índice desde os 3,4% do último quarto de 2008.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.