Tamanho do texto

SÃO PAULO - A Chevron, segunda maior petroleira americana, anunciou hoje lucro mais modesto do que o esperado pelo mercado no segundo trimestre deste ano. O ganho líquido do período somou US$ 5,98 bilhões de abril a junho, ou US$ 2,90 por ação, com aumento de 11% em relação ao mesmo trimestre de 2007, quando a companhia havia lucrado US$ 5,38 bilhões (US$ 2,52 por ação). Os analistas esperavam lucro superior a US$ 3 por ação.

As vendas da companhia somaram US$ 81 bilhões nos três meses encerrados em 30 de junho, ante os US$ 54 bilhões apurados no segundo trimestre do ano passado. Nos negócios globais de refino, marketing e transporte, entretanto, a empresa anotou prejuízo de US$ 734 milhões, o que representa uma inversão de rumo perante o lucro de US$ 1,3 bilhões no mesmo período de 2007.

A alta do do preço alto do barril de óleo cru usado no refino não foi totalmente repassado para o preço da gasolina e de outros derivados de petróleo, segundo o diretor-executivo da empresa, Dave O ? Reilly.

Apesar dos preços recordes de petróleo, ganhos maiores acabaram sendo impedidos por dificuldades da Chevron com produção, que ficou 3,4% abaixo do patamar verificado um ano antes, em 2,54 milhões de barris diários, devido principalmente a paradas de manutenção em refinarias da companhia.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.