Tamanho do texto

SÃO PAULO - A crise financeira mundial mudou as expectativas dos empresários do setor varejista para este Natal. De acordo com levantamento da Serasa Experian, divulgado nesta quarta-feira, 39% dos lojistas brasileiros do setor esperam um faturamento neste Natal superior ao registrado em igual período do ano passado, contra 29% que projetam queda.

No ano passado, 61% dos varejistas esperavam elevação do faturamento, enquanto somente 11% estimavam decréscimo na comparação com o Natal de 2006.

Segundo o assessor econômico da entidade Carlos Henrique de Almeida, os bons indicadores de 2007, que definiram uma base forte de comparação, também pesaram sobre as expectativas dos empresários. "De forma geral, o crédito mais caro, mais seletivo e de prazo mais curto impacta as expectativas de todos os setores", explica.

Em geral, os empresários que crêem num crescimento das vendas neste fim de ano se apóiam em fatores de mercado, como promoções e plano de marketing, não em aspectos macroeconômicos.

Regiões

A região Nordeste é a mais otimista: 47% projetam evolução do faturamento. Os empresários nordestinos apostam no turismo para aumentar os lucros, como resultado da valorização do dólar ante o real.
Já o Norte, Centro-Oeste, Sul e Sudeste, onde as expectativas são mais pessimistas, sofrem os efeitos da queda nos preços internacionais das matérias-primas (commodities) e da desvalorização do real, que encarece os componentes importados pela indústria.

No levantamento, a Serasa Experian ouviu 1.026 empresas do comércio em todo o País entre os dias 10 e 18 de novembro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.