Tamanho do texto

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, pediu agilidade por parte do ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, para que seja solucionada a questão da licença ambiental de instalação da usina hidrelétrica de Jirau, no Rio Madeira, em Rondônia. Eu não desejo que ele (Minc) viole as leis que regem o meio ambiente.

Mas desejo dele apenas celeridade e boa vontade na solução desses problemas", disse hoje.

O consórcio Energia Sustentável do Brasil (Enersus), responsável pela obra da hidrelétrica, tem dito que precisa da licença de instalação da usina até o fim deste mês para iniciar os trabalhos e aproveitar a chamada "janela hidrológica", que corresponde ao período em que chove menos na região. Segundo os empreendedores, se a obra não for iniciada ainda neste mês, eles terão de esperar até março de 2009, quando as chuvas diminuírem, para começar o projeto.

"Perder a janela hidrológica será, sem dúvida, uma perda grande. Significa perder um ano de funcionamento da usina. Mas eu estou convencido de que o Ministério do Meio Ambiente encontrará uma solução de rapidez para este caso", disse Lobão ao chegar à Comissão da Amazônia, Integração Nacional e de Desenvolvimento Regional, na Câmara dos Deputados, onde participa de audiência pública para falar sobre o fornecimento de energia para a Região Norte. Lobão disse que tem falado freqüentemente com Carlos Minc sobre a usina de Jirau.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.