Tamanho do texto

Ministro diz, no entanto, que governo reduzirá porcentual de anidro na gasolina quando for necessário

selo

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse hoje, na saída da cerimônia de abertura do Ethanol Summit, em São Paulo, que o governo não está pensando em alterar o preço da gasolina, apesar da estabilidade do preço do combustível, que é uma das queixas do setor sucroalcooleiro.

O ministro comentou que neste momento o governo conversa com os representantes das usinas para estudar formas de garantir o abastecimento com etanol. Ele ressaltou, entretanto, que, se for necessário, o governo irá reduzir o porcentual de anidro na gasolina, que hoje está entre 18% e 25%.

Lobão salientou que essa medida não deverá ser implementada agora, quando a safra de cana-de-açúcar está entrando no mercado, mas que a iniciativa pode ser tomada na época de entressafra do produto.

Em relação ao pré-sal, Lobão afirmou que a exploração do petróleo não irá prejudicar o mercado de etanol brasileiro. "O objetivo do governo é exportar o petróleo do pré-sal", garantiu.