Tamanho do texto

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, afirmou hoje que o governo vai trabalhar no sentido de que o Brasil exporte produtos refinados do petróleo originado do pré-sal e não o produto em seu estado bruto. Ou seja, quando o Brasil se tornar um exportador líquido (com exportações maiores que importações) de petróleo, o governo quer que sejam vendidos os produtos com maior valor agregado, ou sejam, refinados.

Ele afirmou que já há ações do governo nesse sentido, como a decisão de instalar uma refinaria no Maranhão "exatamente para exportação de produtos acabados e não de produto bruto". "O Brasil, quando tiver que exportar petróleo, só exportará assim", disse Lobão, ressaltando que o raciocínio não vale somente para o pré-sal.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.