Tamanho do texto

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou hoje, em reunião do Conselho Político, segundo o relato de líderes que participaram do encontro, que o governo concederá anistia fiscal para quem tem débitos de até R$ 10 mil inscritos na Dívida Ativa da União. Lula teria dito: Vamos perdoar e limpar os cadastros das pessoas que estejam sujos por incompetência nossa.

Segundo os líderes, o presidente explicou que houve incompetência do governo nos casos de dívidas que eram, inicialmente, de R$ 400 e aumentaram para R$ 10 mil porque "o cobrador deixou" que chegassem a esse valor. Lula fazia referência aos débitos contraídos no período de 31 de dezembro de 2002 a 31 de dezembro de 2007 que somem até R$ 10 mil. Isso representa, segundo participantes do encontro, R$ 3,632 bilhões.

Mais cedo, o líder do governo na Câmara, deputado Henrique Fontana (PT-RS), informou que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, apresentou na reunião as linhas gerais da proposta de negociação de dívidas de exportadores que disputam na Justiça o direito ao crédito tributário gerado pelo Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.