Tamanho do texto

Hong Kong, 19 jan (EFE).- Líderes e analistas financeiros reunidos no Fórum Financeiro Asiático (AFF, na sigla em inglês), inaugurado hoje em Hong Kong, pediam cooperação e combate ao protecionismo para enfrentar a crise mundial.

"Nos próximos 12 meses seria recomendável abster-se de elevar tarifas, ou de introduzir medidas que não estimulem o comércio", disse Antonio de Lecea, diretor de Assuntos Financeiros e Econômicos Internacionais da Comissão Europeia.

Lecea dirigiu essas palavras aos banqueiros, acadêmicos, líderes financeiros e responsáveis políticos reunidos no Centro de Convenções e Exibições da ex-colônia britânica.

"A crise vai nos acompanhar durante algum tempo. É necessário que, apesar dos desafios, não se use de protecionismo, já que isto poderia agravar a situação", acrescentou o delegado europeu.

O AFF, que acolhe mais de 1.000 delegados de 31 países e regiões, encerra suas atividades na terça-feira, após duas jornadas de atividade. EFE mch/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.