Tamanho do texto

Foi concluída no início da tarde a segunda fase do leilão de energia de reserva, etapa voltada para a contratação da energia de usinas a biomassa

selo

Foi concluída no início da tarde a segunda fase do leilão de energia de reserva, etapa voltada para a contratação da energia de usinas a biomassa. Segundo informações da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), duas térmicas movidas a bagaço de cana-de-açúcar negociaram as suas ofertas na licitação. No total, foram comercializadas nesta etapa 4,052 milhões de megawatts-hora (31,4 MW médios), a um preço médio final de R$ 145,37 por MWh, o deságio foi de 6,8%. O volume financeiro foi de R$ 589,108 milhões.

Segundo a CCEE, as usinas que venderam nesta fase foram a CPFL Bio Pedra, da CPFL Energia, e a UTE Cevasa. O projeto da CPFL Energia negociou 244 lotes de energia, equivalente a 24,4 MW médios. O preço de venda foi de R$ 145,48 por MWh. O investimento previsto na térmica é da ordem de R$ 202,6 milhões. Já a UTE Cevasa negociou 7 MW médios, a um preço de R$ 145 por MWh. Os dois empreendimentos totalizam uma capacidade de 118 MW e estão localizados em São Paulo.

Pelas regras do edital, a segunda fase da licitação negociou contratos de 15 anos para térmicas a biomassa, com fornecimento a partir de 2012. O leilão de energia de reserva tem como meta a contratação de volumes de energia que excedam a demanda por eletricidade do mercado, funcionando como um backup para o sistema elétrico.

O leilão de energia de reserva continua amanhã, com o início da terceira fase. Nesta etapa, serão negociadas as oferta de usinas eólicas, térmicas a biomassa e Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH), com início do suprimento em 2013. O governo federal também realizará amanhã o leilão de energia nova de fontes alternativas, que visa a contratação da demanda complementar das distribuidoras para o ano de 2013. Hoje não será realizado mais nenhum leilão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.