Tamanho do texto

Ex-diretor do Fundo Monetário Internacional já pode deixar os Estados Unidos

O juiz Michael Obus retirou nesta terça-feira todas as acusações feitas em maio contra o ex-diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, por agressão sexual e tentativa de estupro.

Obus aceitou a recomendação da Promotoria de Nova York e desprezou as sete acusações contra Strauss-Kahn, após a denúncia apresentada por Nafissatou Diallo. Com isso, o político e economista francês pode deixar ainda hoje os Estados Unidos.