Tamanho do texto

Em dois dias, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4ª) mandou soltar cinco investigados na Operação Influenza, da Polícia Federal (PF). Os executivos da Agrenco Antônio Iafelice, Antônio Augusto Pires Júnior e Francisco Carlos Ramos ganharam a liberdade na terça-feira (15), e Miguel Murad Varella e Joaquim Roberto Vanhoni, nesta quarta (16).

Eles haviam sido presos em 20 de junho na operação, realizada pela PF em Santa Catarina e São Paulo para desarticular uma organização que cometeria crimes financeiros, como operações cambiais ilegais. Segundo o TRF-4ª, o juiz federal convocado Nivaldo Brunoni explicou que, no julgamento de terça, a 7ª Turma entendeu que não subsistiam os motivos que resultaram na prisão cautelar de Carlos Ramos e Pires Júnior. Com isso, Brunoni decidiu, em caráter liminar, libertar os demais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.