Tamanho do texto

São Paulo, 16 - A juíza Rachel Fernandes Alencastro, da Comarca de Alta Floresta (MT), concedeu liminar impedindo que os pecuaristas bloqueassem hoje a entrada de bois no frigorífico Quatro Marcos, localizado no mesmo município, informa, em nota, a Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat). A liminar foi solicitada pela JBS/Friboi e aceita pela juíza no sábado.

"A liminar será cumprida, pois uma decisão judicial não se discute, mas o JBS perdeu uma grande oportunidade de ser o facilitador nas negociações entre os pecuaristas e o Quatro Marcos, e preferiu entrar na justiça contra aqueles que são seus principais fornecedores", disse na nota o superintendente da Acrimat, Luciano Vacari.

"Os empresários do setor têm que entender que o pecuarista não quer prejudicar nenhum frigorífico e que a intenção é que os direitos do produtor sejam respeitados. O Quatro Marcos está devendo mais de R$ 7 milhões a esses 70 pecuaristas há mais de um ano e até agora ninguém conversou com eles para resolver essa situação."

Na nota a Acrimat informa que os pecuaristas continuam mobilizados. A liminar proíbe "quaisquer atos de turbação ou esbulho, sob pena das sanções previstas na lei (prisão)". A planta do Quatro Marcos de Alta Floresta tem capacidade de abate diário de 800 cabeças de gado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.