Tamanho do texto

O primeiro-ministro chinês Wen Jiabao manifestou preocupação com os títulos da dívida do governo dos EUA mantidos pela China e pediu que Washington tome medidas efetivas para restaurar a saúde da economia norte-americana. Em sua entrevista coletiva anual - uma rara oportunidade para os jornalistas fazerem perguntas diretamente ao primeiro-ministro - Jiabao expressou confiança na capacidade do governo chinês em manter o crescimento de sua própria economia.

Ele disse que está disposto a fazer o que for necessário para garantir que a China cumpra neste ano sua tradicional meta de crescimento de cerca de 8%.

O primeiro-ministro declarou que o atual programa de investimentos do governo chinês, de 4 trilhões de yuans (US$ 585 bilhões), atende "tanto as necessidades de curto prazo como as de longo prazo", e que as expectativas do mercado na semana passada por outro pacote de estímulo estavam baseadas em "rumores e interpretações errôneas".

No entanto, a China pode fazer mais se for necessário, disse Jiabao. "Reservamos munição adequada", afirmou. "A qualquer momento podemos introduzir novas políticas de estímulo."

Ele salientou, porém, que os EUA continuam sendo a maior economia do mundo e disse que a China está observando atentamente os efeitos das medidas adotadas pelo presidente Barack Obama. "Emprestamos um enorme montante de dinheiro para os EUA, então naturalmente estamos preocupados quanto á segurança dos nossos ativos", afirmou Jiabao. O primeiro-ministro chinês pediu que os EUA "mantenham sua credibilidade, honrem seus compromissos e garantam a segurança dos ativos chineses". As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.