Tamanho do texto

Engenheiro foi um dos principais incentivadores da expansão em larga escala dos seringais

selo

RIBEIRÃO PRETO - O engenheiro agrônomo e presidente da Associação Paulista de Produtores e Beneficiadores de Borracha (Apabor), Jayme Vazquez Cortez, morreu na madrugada de hoje, aos 86 anos, no Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, por complicações decorrentes de um câncer.

O corpo dele é velado hoje no próprio hospital, na capital paulista, e será cremado no Crematório Vila Alpina, amanhã, às 9h30. Cortez ocupava a presidência da Apabor desde maio de 2004 e foi um dos principais incentivadores para o cultivo e expansão da seringueira em escala comercial no Brasil.

Iniciou o primeiro contato com a cultura em 1951, quando foi convidado para ser chefe da estação experimental para pesquisas com plantas tropicais, que seria construída no litoral paulista pelo Instituto Agronômico de Campinas (IAC).

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.