Tamanho do texto

Engenheiro foi um dos principais incentivadores da expansão em larga escala dos seringais

selo

RIBEIRÃO PRETO - O engenheiro agrônomo e presidente da Associação Paulista de Produtores e Beneficiadores de Borracha (Apabor), Jayme Vazquez Cortez, morreu na madrugada de hoje, aos 86 anos, no Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, por complicações decorrentes de um câncer.

O corpo dele é velado hoje no próprio hospital, na capital paulista, e será cremado no Crematório Vila Alpina, amanhã, às 9h30. Cortez ocupava a presidência da Apabor desde maio de 2004 e foi um dos principais incentivadores para o cultivo e expansão da seringueira em escala comercial no Brasil.

Iniciou o primeiro contato com a cultura em 1951, quando foi convidado para ser chefe da estação experimental para pesquisas com plantas tropicais, que seria construída no litoral paulista pelo Instituto Agronômico de Campinas (IAC).