Tamanho do texto

A taxa de desemprego no Japão caiu em outubro para 3,7%, contra 4% em setembro, mas a inflação subiu e baixou o consumo das famílias, informou nesta sexta-feira o governo.

Contrariando as previsões dos economistas e apesar da recessão na economia japonesa, em meio à crise financeira mundial, a taxa de desemprego ficou em 3,7%, quando os analistas esperavam 4,2%.

Os preços dos produtos não-perecíveis aumentaram 1,9% em outubro, uma cifra esperada pelos economistas, destacou o governo.

O consumo médio por residência caiu em outubro a 3,8% em um ano, contra a previsão de 3,4%. Esta é a oitava queda mensal consecutiva.

A produção industrial também recuou, 3,1% em outubro, em relação a setembro, puxada especialmente pelos problemas da indústria automobilística e do setor de eletrônica.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.