Tamanho do texto

SÃO PAULO - Os presidentes do Itaú, Roberto Setubal, e do Unibanco, Pedro Moreira Salles, garantiram hoje que a fusão entre os dois bancos não resultará em fechamento de agências e nem em programas demissão de funcionários. Estamos fazendo um negócios olhando para o crescimento, não para redução.

Lógico que pode haver sobreposição (de agencias e funcionários), mas queremos é crescer", disse Salles. "Não sabemos ainda se haverá um período de transição, mas é certo que a rede de agências será simplesmente somada", acrescentou.

O presidente do Itaú complementou a afirmação do novo sócio garantindo que estão descartados os programas de demissão voluntária.

Ainda sem o processo de integração detalhado, os dois executivos não souberam informar o valor potencial das sinergias operacionais resultantes do negócio. "Vai haver mais receitas, ganhos de escala, mas não calculamos a redução de custos", afirmou Setubal.

(Murillo Camarotto | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.