Tamanho do texto

Terceira maior economia da zona do euro reduziu o déficit público para 3,9% do PIB em 2011, graças a planos de austeridade

A Itália conseguiu reduzir em 2011 o seu déficit público para 3,9% do Produto Interno Bruto (PIB), graças aos planos de austeridade adotados, mas sua enorme dívida aumentou para 120,1% do PIB, acima dos 118,7% de 2010, informou nesta sexta-feira o Instituto Nacional de Estatísticas (ISTAT). O déficit público, de 3,9%, ainda é levemente maior do que a meta fixada pelo governo, 3,8%.

A terceira economia da Eurozona, que entrou em recessão no final de 2011, cresceu apenas 0,4% no ano passado, abaixo do esperado pelo governo em suas previsões anuais (0,6%). Desde 2010 a Itália já adotou vários planos de austeridade com o objetivo de cortar gastos, sanear as finanças públicas e tranquilizar os mercados.

O último pacote foi aprovado em dezembro sob a liderança do tecnocrata Mario Monti, e tem como meta alcançar o equilíbrio orçamentário até 2013.Contudo, a dívida pública aumentou para 120,1% do PIB em 2011, contra 118,7% em 2010, um recorde desde 1996. Em valores absolutos, alcançou no ano passado 1,897 trilhão de euros.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.