Tamanho do texto

Em artigo ao jornal The New York Times, Mona Simpson conta que dizeres finais do cofundador da Apple foram "OH WOW. OH WOW. OH WOW"

A escritora Mona Simpson, irmã biológica de Steve Jobs , publicou um artigo no jornal The New York Times durante o fim de semana no qual revelou quais foram as últimas horas do cofundador da Apple, morto em 5 de outubro. "As últimas palavras de Steve, ditas horas antes [ da morte ], foram monossílabos, repetidos três vezes", afirmou Simpson. "Antes de embarcar, ele olhou para sua irmã Patty, então olhou para seus filhos por um longo tempo, então para Laurene, a companheira de sua vida, e então olhou sobre os ombros deles e além deles. As últimas palavras de Steve foram: 'OH WOW. OH WOW. OH WOW'".

Antes da doença: Steve Jobs durante apresentação da MacWorld, em janeiro de 2009
Getty Images
Antes da doença: Steve Jobs durante apresentação da MacWorld, em janeiro de 2009
- Leia todas as notícias sobre a morte de Steve Jobs

Steve Jobs conheceu sua irmã biológica, Mona Simpson, apenas depois de adulto , quando a escritora o convidou para a festa de lançamento de um de seus livros, "Qualquer Lugar Menos Aqui". Jobs foi adotado quando era bebê e, ao tornar-se adulto, começou a procurar informações sobre seus pais biológicos. Foi quando entrou em contato com a escritora Mona Simpson. Mona Simpson é uma escritora de sucesso e o livro "Qualquer Lugar Menos Aqui" foi adaptado para o cinema, em um filme estrelado por Susan Sarandon, chamado "Em Qualquer Outro Lugar".

O texto publicado no NYT provocou comoção entre os admiradores de Jobs. "Ele me disse, quando estava se despedindo e dizendo o quanto sentia muito, muito mesmo, porque não poderíamos envelhecer juntos como sempre tínhamos planejado, que estava indo para um lugar melhor. Dr. Fisher deu a ele uma chance de 50/50 de sobreviver àquela noite. Ele sobrevibeu àquela noite, com Laurene ao seu lado na cama e dando uns puxões quando havia uma pausa mais longa entre suas respiradas", escreveu Simpson.

"Sua respiração indicava uma jornada árdua, como num caminho inclinado, na altitude", continuou a novelista. "Ele parecia estar escalando". Em seguida, ela afirma que mesmo naquele momento ele manteve a capacidade "do artista" de se deslumbrar, de acreditar em algo mais bonito – para então citar as últimas palavras do executivo.

Uma das obras de Simpson parece ser diretamente inspirada na vida de seu irmão mais famoso. O livro "A Regular Guy" ("Um Cara Comum", em tradução livre) conta a história de um jovem empreendedor que abandona a universidade para fundar um novo tipo de negócio, a partir da garagem da casa dos pais.


* Com informações de agências