Tamanho do texto

De acordo com Instituto para Desenvolvimento do Varejo, medida terá impacto positivo até para produtos complementares

selo

O Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV) informou, por meio de nota divulgada nesta segunda-feira, que a prorrogação da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) da chamada linha branca - geladeiras, fogões e máquinas de lavar -, e a expansão do benefício para os setores de móveis, laminados, luminárias e papéis de parede até 30 de junho de 2012 serão repassados de forma imediata aos consumidores.

"O varejo compromete-se a repassar a redução de impostos no preço para o consumidor final, como já fez anteriormente", diz o comunicado, acrescentando que a medida deverá também manter os empregos na indústria. "O instituto sempre defendeu esta medida pelo impacto positivo que ela traz para o consumo de bens duráveis e para toda a cadeia econômica", afirmou.

Segundo o instituto, desde que o decreto sobre o assunto foi publicado pelo governo, em dezembro de 2011, as vendas no varejo dos itens contemplados pela renúncia fiscal aumentaram, em média, 22%. Essa medida também impactou positivamente outros produtos complementares aos que receberem a desoneração, tais como os de linha marrom e demais da linha branca.

"É possível, ainda, que haja grandes promoções dos varejistas e que beneficiem ainda mais os consumidores, como se viu no final do ano passado e início deste ano", disse o presidente do IDV, Fernando de Castro, na mesma nota. O IDV representa as maiores redes varejistas instaladas no País.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.