Tamanho do texto

SÃO PAULO - Das sete capitais investigadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV), Porto Alegre e Rio de Janeiro registraram taxa de inflação na casa de 1% na terceira apuração de março. No primeiro caso, o Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) marcou 1,21% e no segundo, 1,13%.

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=economia%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237562719732&_c_=MiGComponente_C

No entanto, na segunda prévia do mês, esses indicadores tinham sido mais altos, correspondendo a 1,36% e 1,30%, respectivamente.

Em Belo Horizonte, também houve uma suavização no ritmo de avanço do IPC-S, que saiu de 0,81% para 0,75% entre a segunda e a terceira pesquisa do mês. O mesmo comportamento foi observado em São Paulo (0,87% para 0,81%).

Em Brasília, porém, o indicador partiu de 0,40% para 0,42%. Em Recife, o IPC-S subiu 0,91%, seguindo elevação de 0,79%. Em Salvador, o índice de preços aumentou 0,44%, depois de avanço de 0,34%.

Vale notar que o IPC-S geral ficou em 0,87% no terceiro levantamento do mês, taxa essa 0,06 ponto percentual inferior àquela apurada na apuração antecedente, de 0,93%.

Leia mais sobre inflação

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.