Tamanho do texto

SÃO PAULO - Seis das sete capitais avaliadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV) apresentaram Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) maior na primeira prévia deste mês, em relação à taxa obtida no fechamento de fevereiro. Em Belo Horizonte, o IPC-S saiu de um avanço de 0,61% na última leitura de fevereiro para 0,85% na primeira apuração de março. Em Brasília, deixou uma alta de 0,35% para 0,40%.

Em Porto Alegre, o índice de preços aumentou de 1,03% para 1,37%, ao passo que, em Recife, foi de 0,30% para 0,74%.

No caso de São Paulo, o índice de preços ao consumidor saiu de uma expansão de 0,71% para um aumento de 0,81%. No Rio de Janeiro, o IPC-S partiu de 0,76% para 1,14%.

Em Salvador, contudo, a inflação correspondeu a 0,42% na primeira pesquisa de março, após marcar 0,46% na medição antecedente.

O IPC-S geral subiu 0,88% na primeira leitura de março. A taxa ficou 0,20 ponto percentual acima daquela divulgada no último levantamento do mês passado (0,68%).

A próxima divulgação dos resultados regionais do IPC-S será no dia 17 deste mês.

(Karin Sato | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.