Tamanho do texto

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) teve alta de 0,40% em janeiro, acima dos 0,29% constatados em dezembro. A informação foi divulgada nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A inflação, porém, ficou menor do que em janeiro passado, quando foi de 0,70%.  Em 12 meses, o IPCA-15 ficou em 5,79%, menos do que os 6,10% apontados em dezembro.

O maior peso para a aceleração da tarifa, segundo o IBGE, foi do item ônibus urbanos, que subiu 2,35% em janeiro e representou 0,09 ponto percentual no índice geral.

A taxa do grupo habitação também ficou mais alta (de 0,32% para 0,50%), com a alta nos preços dos aluguéis (de 0,56% para 1,01%) e dos condomínios (de -0,08% para 1,09%).

Para o cálculo do índice, os preços foram coletados de 11 de dezembro a 14 de janeiro e comparados com os vigentes de 14 de novembro a 10 de dezembro.

O IPCA-15 é tido como uma prévia do IPCA, o índice que serve de referência para a meta de inflação do governo. A metodologia de cálculo é a mesma, apurando a variação de preços para famílias com renda de até 40 salários mínimos em 11 regiões metropolitanas do País. A diferença está no período de coleta, já que o IPCA mede o mês calendário.

O IPCA é o índice oficial utilizado pelo Banco Central para cumprir o regime de metas de inflação. O centro da meta de inflação para 2009, determinado pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), é de 4,5%, com margem de tolerância de dois pontos porcentuais para cima ou para baixo.

Leia mais sobre inflação

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.