Tamanho do texto

BRASÍLIA - A entrada de investimentos externos diretos líquidos no país foi de US$ 4,633 bilhões em agosto, comunicou há pouco o Banco Central (BC). Em julho, o chefe do Departamento Econômico da instituição, Altamir Lopes, havia projetado um fluxo de US$ 5,2 bilhões para agosto.

No oitavo mês de 2007, houve ingresso de US$ 1,979 bilhão.

Do começo deste ano até agosto, foi registrada entrada de investimentos externos de US$ 24,575 bilhões (2,33% do PIB), menor do que os US$ 26,445 bilhões de período equivalente do ano passado (3,08% do PIB).

Nos 12 meses até agosto, ingressaram US$ 32,716 bilhões, ou 2,17% do Produto Interno Bruto (PIB).

Os dados levam em conta também os empréstimos intercompanhias, aqueles feitos pela matriz da multinacional para a subsidiária brasileira. Além disso, abatem as remessas feitas por conta de ganho do capital investido.

A autoridade monetária notou que, do total ingressado em agosto de 2008, US$ 4,297 bilhões foram participação no capital. Foram contabilizadas também entradas líquidas de US$ 336 milhões em empréstimos intercompanhias.

Houve saída de US$ 3,384 bilhões de investimentos diretos de companhias brasileiras no exterior (IBD) em agosto. Um ano antes, houve retorno de US$ 1,752 bilhão.

(Azelma Rodrigues | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.