Tamanho do texto

Laboratório busca estimular a criação de startups brasileiras no mercado de tecnologia

A Microsoft inaugurou nesta terça-feira (17) o primeiro centro de tecnologia da empresa no País. De acordo com Michel Levy, presidente da Microsoft no Brasil, o Microsoft Technology Center (MTC), presente em 17 países, estimulará a criação de startups brasileiras qualificadas no mercado de tecnologia. Com investimento de US$ 10 milhões, o centro de tecnologia conta com a colaboração de 15 parceiros, entre eles HP, AMD, Intel, Dell e Nokia.

O MTC, localizado em São Paulo, é o segundo e maior centro de tecnologia da América Latina. O primeiro centro foi inaugurado no México no ano passado. O centro possui 1.300 metros quadrados de salas interativas, cenários customizados às necessidades das empresas e laboratórios para desenvolvimento de soluções. O MTC também conta com uma equipe de oito arquitetos da informação para auxiliar no desenvolvimento de soluções.

Além das salas e cenários, o MTC abriga o recém-inaugurado datacenter da Microsoft no Brasil, com 700 terabytes para armazenamento de dados.

Essa é mais uma investida da Microsoft no Brasil. Recentemente a empresa inaugurou, em parceria do Ministério da Ciência e Tecnologia, a primeira fábrica do videogame Xbox para estimular a indústria nacional de games.

No evento ocorrido nesta terça-feira, Microsoft e Ministério de Ciência, Tencnologia e Inovação assinaram um protocolo de intenções para fomentar a inovação da tecnologia no Brasil. Seis cidades - confirmadas somente São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Recife - receberão incubadoras para que startups acelerem seus negócios. A Microsoft já possui um programa semelhante, o BizSpark, que atende a mais de duas mil startups nacionais.

Software traduz voz para linguagem de sinais

Uma das intenções da Microsoft é aproximar o centro das universidades. Uma das inovações, já presente no MTC, é o software Pro Deaf, que permite traduzir voz e textos em linguagem de sinais (LIBRAS). O aplicativo foi desenvolvido para que portadores de deficiência se comuniquem com mais facilidade.

A Pro Deaf, startup que desenvolve o software, foi segunda colocada na Imagine Cup, evento de inovação da Microsoft.

    Leia tudo sobre: inovação