Tamanho do texto

Indicador teve variação de 0,45% no mês passado; no acumulado em 12 meses, IPCA recuou de 6,22% para 5,85%

A inflação oficial do País, apurada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), fechou em 0,45% em fevereiro. Essa é a menor variação para o indicador nesse mesmo períoro desde 2007. Naquele ano, o IPCA teve uma variação de 0,44%.

Após quase dois anos, taxa de juros volta à casa de um dígito a 9,75%

Deflação chega ao fim na primeira prévia do IGP-M

O resultado ficou dentro do esperado pelos especialistas, que previam que o indicador ficaria entre 0,40% e 0,45%. Esse desempenho é menor que o resultado verificado em janeiro , quando houve variação de de 0,56%.  Em fevereiro de 2011 a taxa havia ficado em 0,80%.Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira.

Quando considerado o resultado acumulado em 12 meses, o IPCA recuou de 6,22% para 5,85%. Esse resultado dá sinais de que pode estar começando uma trajetória de convergência, de acordo com o cenário traçado pelo Banco Central que aponta a possibilidade do índice caminhar em direção ao centro da meta de inflação de 4,5% no ano.

De acordo com o IBGE, os grupos Alimentação e Bebidas (de 0,86% em janeiro para 0,19% em fevereiro) e Transportes (de 0,69% para -0,33%) foram os principais responsáveis pela redução do IPCA de janeiro para fevereiro.

Comportamento da inflação

Variação mensal do IPCA e acumulado em 12 meses

Gerando gráfico...
Fonte: IBGE

O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980 e se refere às famílias com rendimento de 1 a 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte, e abrange nove regiões metropolitanas do País, além das cidades de Brasília e Goiânia.

Classe C é a que tem mais intenção de gastar no ano

Brasil cresce 2,7% em 2011 e vira 6ª economia do mundo

Para o cálculo do índice do mês de fevereiro, o IBGE comparou os preços entre 28 de janeiro e 29 de fevereiro com os vigentes entre 29 de dezembro e 27 de janeiro.

Entre os índices regionais calculados pelo IBGE, o maior foi verificado no Rio de Janeiro (0,95%), em consequência do aumento dos salários dos empregados domésticos (7,65%), além do resultado do aluguel residencial (2,39%). Com os preços dos alimentos apresentando recuo de 0,68%, Goiânia (-0,01%) apresentou o menor resultado do mês entre as capitais pesquisas pelo IBGE.

 INPC

Segundo dados do IBGE, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) teve uma variação de 0,39% em fevereiro, abaixo do resultado de 0,51% de janeiro. Com isto, o acumulado em 12 meses fechou em 0,90%, abaixo da taxa de 1,49% relativa a igual período de 2011. Considerando os últimos doze meses, o índice situou-se em 5,47%, abaixo dos doze meses imediatamente anteriores (5,63%). Em fevereiro de 2011 o INPC havia ficado em 0,54%.

Os produtos alimentícios apresentaram variação de 0,21% em fevereiro, enquanto os não alimentícios aumentaram 0,46%. Em janeiro, os resultados ficaram em 0,74% e 0,42%, respectivamente.

Em relação aos índices regionais, Recife (0,90%), apresentou a maior taxa, devido ao aumento das tarifas dos ônibus urbanos (5,82%) e dos ônibus intermunicipais (12,11%). Com os preços dos alimentos em queda de 0,70%, Goiânia (-0,03%) apresentou o menor resultado do mês.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.