Tamanho do texto

Dados econômicos chineses divulgados nesta terça-feira mostraram que a inflação se acelerou em abril, que os preços dos imóveis continuam a subir em velocidade recorde e que os empréstimos bancários também cresceram. O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) subiu 2,8% em abril na comparação com o mesmo mês do ano passado, de uma alta de 2,4% registrada em março.

Dados econômicos chineses divulgados nesta terça-feira mostraram que a inflação se acelerou em abril, que os preços dos imóveis continuam a subir em velocidade recorde e que os empréstimos bancários também cresceram. O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) subiu 2,8% em abril na comparação com o mesmo mês do ano passado, de uma alta de 2,4% registrada em março.

O índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) subiu 6,8% em abril na comparação com o mesmo período de 2009, contra uma alta de 5,9% em março. No quadrimestre janeiro-abril, o CPI acumula alta de 2,4% em relação a igual período do ano passado, enquanto o PPI avançou 5,6% na mesma comparação.

Os preços dos imóveis em 70 das cidades chinesas de médio e grande porte aumentaram 12,8% em abril na comparação com um ano antes, acelerando-se em relação à alta de 11,7% verificada em março, disse o Escritório Nacional de Estatísticas.

Separadamente, o Banco do Povo da China (banco central chinês) informou que o volume de novos empréstimos aumentou na comparação entre abril e março, um dado que deve reforçar a expectativa do mercado por um aumento nas taxas de juros do país, o que não acontece desde dezembro de 2008. Em abril, as instituições financeiras chinesas concederam um total de 774 bilhões de yuans (US$ 113,362 bilhões) em empréstimos na moeda local, ante 510 bilhões de yuans concedidos em março. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.